sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Nove pecados veniais que convém evitar

A alma deve evitar todos os pecados veniais, especialmente os que abrem caminho ao pecado grave. Ó minha alma, não chega desejar firmemente antes sofrer a morte do que cometer um pecado grave. É necessário ter uma resolução semelhante em relação ao pecado venial. Quem não encontrar em si esta vontade, não pode sentir-se seguro.

Não há nada que nos possa dar uma tal certeza de salvação eterna do que uma preocupação constante em evitar o pecado venial, por insignificante que seja, e um zelo definido e geral, que alcance todas as práticas da vida espiritual — zelo na oração e nas relações com Deus; zelo na mortificação e na negação dos apetites; zelo em obedecer e em renunciar à vontade própria; zelo no amor de Deus e do próximo. Para alcançar este zelo e conservá-lo, devemos querer firmemente evitar sempre os pecados veniais, especialmente os seguintes:

domingo, 31 de dezembro de 2017

Santo e Feliz 2018!



"As divisões do tempo estão ordenadas de maneira que possamos ter um sobressalto ou uma surpresa cada vez que se renova o assunto. O objetivo de um Ano Novo não é que tenhamos um novo ano. É que tenhamos uma nova alma...

Se um homem não faz planos para o Ano Novo, não fará planos para mais nada. Se um homem não pode começar tudo de novo, não há dúvida de que não fará efetivamente nada mais. Se um homem não parte do estranho postulado de que nunca havia existido antes, é indubitável que nunca chegará a existir depois. Se um homem não pode voltar a nascer, não entrará, de nenhum modo, no Reino dos Céus".

G. K. Chesterton in Lunacy and Letters.

O Apostolado da Oração deseja a todos um santo e feliz ano novo!

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

A confiança nas promessas do Coração de Jesus.


O ano novo se aproxima, período de reflexões e projeções para 2018. Façamos tudo confiando sempre em Nosso Senhor Jesus Cristo – o Amor Encarnado.

Aos devotos do Coração de Jesus, há um enorme motivo para confiar na Divina Providência: trata-se das 12 PROMESSAS DO SAGRADO CORAÇÃO.

Meditemos nelas e sejamos fiéis a esta pia devoção.

1º Conceder-lhes-ei todas as graças necessárias ao seu estado;

2º a paz nas suas famílias;

 a consolação nas suas penas;

 Serei seu refúgio seguro durante a vida e, sobretudo, na morte;

5º Derramarei abundantes bênçãos sobre todas as suas empresas;

 Os pecadores acharão em mim a fonte e o oceano infinito da misericórdia;

7º As almas tíbias se tornarão fervorosas;

 As almas fervorosas se elevarão rapidamente a grande perfeição;

9º Abençoarei Eu mesmo as casas onde a imagem do meu Coração estiver exposta e venerada;

10º Darei aos Sacerdotes o dom de abrandar os corações mais endurecidos;

11º As pessoas que propagarem esta devoção terão escritos os seus nomes no meu Coração, e dEle nunca serão apagados;

12º Concederei, no excesso da misericórdia do meu amor poderoso, a graça da perseverança final aos que comungarem na primeira sexta-feira de nove meses seguidos.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO!


sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

O padre...

“Se não tivéssemos o sacramento da Ordem, não teríamos Nosso Senhor. Quem o colocou no tabernáculo? O padre. Quem foi que recebeu nossa alma à entrada da vida? O padre. Quem a alimenta para lhe dar força de fazer sua peregrinação? O padre. SÃO JOÃO MARIA VIANEY

Deus dará à Igreja mais um sacerdote amanhã - dia 23 de dezembro de 2017, às 9:30. O Diácono Rodrigo Silva será ordenado no Mosteiro da Santa Cruz.


Rezemos para que Nossa Senhora o abençoe neste momento tão solene e sublime. 

sábado, 16 de dezembro de 2017

Os judeus são uma raça teológica, e não podem escapar de seu destino teológico.


Em razão dos últimos atos políticos envolvendo Israel e o Presidente Trump, resolvemos resgatar este texto do Monsenhor Williamson, o qual lança luz neste polêmico assunto envolvendo os judeus:

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

"Deus ou Mamon – faça a sua escolha" - Por Mons. Williamson


Comentários Eleison – por Dom Williamson
Número DXLII (542) (2 de dezembro de 2017)

  Liberalismo = Religião

"Deus ou Mamon – faça a sua escolha", Nosso Senhor alertou.
O Vaticano agora está doente, pois pelo segundo optou.


O liberalismo não é somente um pecado grave que vai de encontro à honra de Nosso Senhor Jesus Cristo, o liberalismo é também uma religião. Estamos morrendo de liberalismo e de suas consequências. Por dois séculos ele se espalhou por toda parte, pelas nossas escolas, pelas nossas sociedades. É um veneno que destrói os mandamentos de Deus e a tudo o que constitui a beleza e a grandeza de uma civilização cristã. Disse Leão XIII, em sua encíclica Humanum Genus, sobre os maçons: "Devemos rasgar a máscara deles e mostrar como são, para que nós os evitemos e aos seus erros". Creio que o liberalismo, que é um dos frutos da Maçonaria, também precisa ser desmascarado, até que se compreenda completamente o seu perigo.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Decreto Magnum Principium do Papa Francisco e o papado presidencialista.


O Padre Álvaro Calderón em sua magnífica obra “A Candeia Debaixo do Alqueire” explica detidamente o “modus operandi” do papa no Magistério Conciliar, seja no Concílio, seja após o Concílio.